domingo, 20 de dezembro de 2009

O Peso da Obesidade

A parcela da população com problemas de peso aumentou radicalmente, até pela falta de alimentação regular, o consumo de fast-foods no mundo, a correria do dia-a-dia, com tudo isso fica cada vez mais difícil seguir uma dieta, seja ela qual for, principalmente para crianças que atualmente tem maiores variedades de guloseimas no mercado.
No caso dos obesos, isso não se torna apenas mais uma questão de estética e sim uma doença, sendo cogitada a possibilidade de considerá-los como deficientes, pois eles podem adquirir as mesmas dificuldades de um, como problemas de locomoção e adequação dos padrões da grande parte da população. A falta de políticas públicas em todo o mundo chega a ser cruel, pois diferente do preconceito que se tem com deficientes onde geralmente as pessoas têm pena, o preconceito contra os obesos é julgado de uma maneira que mostre que eles é que são culpados pela sua condição.


O cantor Léo Jaime em uma entrevista no programa "Estrelas" apresentado pela global Angélica, dá um ponto de vista bem humorado sobre a situação: “Agora com todas essas cotas, e diferenças de etnias todos protegidas por uma lei que tenta combater o preconceito, sobrou tudo para os gordinhos [...] as pessoas tem mania de achar que os outros são gordos porque querem, porque não fazem nada da vida ou algo assim, mas não, tem toda uma história que leva a isso [...] eu não sou gordinho porque quero, no meu caso eu não tenho hipófise que é a glândula que cuida das outras glândulas, isso faz com que toda a minha gordura esteja concentrada na barriga, ta vendo isso aqui (e o cantor mostra seus músculos do braço) ninguém tem isso aqui sendo vagabundo, eu malho que nem um condenado”.
Toda essa situação nos faz ficar indignados com notícias que surgem no mundo sobre essa falta de estrutura...

A foto tirada por um dos clientes deste vôo e publicada pelo site inglês "Daily Telegraph" traduz para quem não tem esse problema, o quanto as pessoas sofrem com isso.






Hoje, algumas empresas já oferecem cintos maiores, mas a grande parte insiste em que o passageiro deva comprar um assento extra e se caso no fechamento do vôo haja poltronas sobrando o dinheiro é ressarcido.






A notícia publicada no site "Bild" mostra um homem que morreu após se recusar a fazer um raiox em máquinas para animais de um zoológico.



Thomas Lessmann, de 51 anos e 230 kg não cabia em uma máquina convencional que suporta até 200kg e foi orientado a se dirigir a um zoológico perto do Hospital de Hamburgo, onde lá teria uma máquina usada para raiox em animais que suportaria o peso dele. Horas depois deste fato Thomas morreu de causas não determinadas.



Tais noticias só comprovam mais uma realidade que é insignificante para a política de todo o mundo, infelizmente...

Beijos,

Caroline de Oliveira.

__________________________________________________________________________________
Queremos pedir desculpas à nossos leitores por esses 46 dias de "abandono" do blog. Estamos com muito pouco tempo disponível e isso atrapalhou demais o processo de postagens e manutenção de nosso blog, mas, prometemos que à partir de hoje tudo voltará ao normal (postagens novas regularmente) e com muito mais novidades para vocês.
De início a única novidade foi a extinção dos banner's da tag "Parceiros" que estavam super carregados e com isso nossa página inicial demorava muito para abrir, colocamos os links ao invés de banner's. Para mais detalhes veja a nossa Política de Parceria.

Abraços,

Vinicius e Caroline.


56 comentários:

Marcus Alencar 20 de dezembro de 2009 17:47  

Os casos de obesidade são realmente alarmantes, ainda mais quando se desenrolam para outras doenças além da biologia humana e atacam a psique. Muitos se deprimem e agravam ainda mais um quadro que já é preocupante.

O inicio do seu texto praticamente resume tudo o que vem a ser a causa desse problema, e pensar que a solução poderia ser algo entre muitas aspas mais simples, com diminuir consumo de tais produtos mas ai o problema não iria parar, talvez até piorar, não sei, porque isso está no comportamento alimentado pela sociedade e pela midia.

Alexandre Melo 20 de dezembro de 2009 17:49  

adorei a sua visita ao meu blg obrigado por essa participação viu volte sempre vlw

Marcus 20 de dezembro de 2009 18:13  

Deve ser muito dificil para as pessoas gordas, fico imaginando essas pessoas em lugares publicos, tem lugares que não existe nem cadeira para essas pessoas se acomodarem.

Straight Edge Hardcore 20 de dezembro de 2009 18:15  

Eu penso que em primeiro lugar, as pessoas devem se sentir bem com elas mesmas, mas não a ponto da coisa chegar nessa situação...

Blogueira 20 de dezembro de 2009 18:54  

Acho importante conscientizar as pessoas sobre a obesidade, que tem de ser tratada por uma questão de saúde.
Mas também dizer que o tratamento tem de ser feito com orientação médica.

Nova Quahog 20 de dezembro de 2009 21:02  

DIFICIL PQ A SOCIEDADE É ASSIM...SÃO TOLOS...FÚTEIS, BANAIS...

Richard 20 de dezembro de 2009 22:18  

Sou obeso e travo uma luta milenar com o meu peso. Realmente não há políticas públicas a respeito de como nos tratar, há H.U's que fazem a cirurgia, mas ainda é pouco, pois às vezes demora anos para se conseguir tal efeito.

Enfim, é uma doença que tem que ser cuidada de perto.

Lady 23 de dezembro de 2009 08:31  

Somente hoje as pessoas veem a obesidade como doença e isso já é um grande avanço em todos os disturbios alimentares
otimo blog
bjsss
http://grudeichicletes.blogspot.com

Pink Adm 23 de dezembro de 2009 09:20  

Os gordos realmente estão sofrendo cada vêz mais e triste isso muita

gente tem preconceito e joga piadas e ñ tenta nem dar uma força p/que essas pessoas possa ser feliz novamente

retribui o comentário pode ser?
http://sxgamex.blogspot.com/

Arnek 23 de dezembro de 2009 09:56  

Realmente deviam ter programas para incetivar a boa alimentação e esportes mas acho que depende de cada um

http://midiasocialbrasil.blogspot.com/

Tatiane 23 de dezembro de 2009 10:24  

Eu fico bem preocupada com essas notícias pq tenho um amigo que tem 23 anos e já deu 2 enfartes por causa da obesidade,não sei qto ele pesa mais tenho certeza que passa dos 120 kg

IBERE 23 de dezembro de 2009 13:17  

Pois é , esse é um problema muito serio, nos AEstados Unidos esse problema é visivel a olho nu, voce ve pessoas andando de cadeiras motorizadas, triciclos motorizados, pois nao conseguem mais andar normalmente, a gordura esta destruindo a saude da potencia por dentro... e isso acontece no Brasil tambem, antigemtne o problema de alimentação era desnutrição, hoje os pobres comem muito..mas mal, muita massa, carbohidratos e poucas verduras, frutas, carnes... infelizmente jovens sofrerao com isso, de doenças, dificuldade pra trabalahr, sem falar no distancimanetoscoial que isso causa, parabens por levantar a questao !
IBERE

kbritovb 23 de dezembro de 2009 14:10  

é uma situação realmente complicada ja li sobre pessoas que fizeram a tão falada redução de estomago e mesmo assim voltaram a ser obesas e tambem lembro de uma materia onde diziam que seria ideal acabar com as propagandas de doces, iogurtes e balas para que as crianças não consumissem tanto essas coisas. mas ganhar dessa industria é dificil, lucrar é mais importante que cuidar da saude das otras pessoas

Silvio 23 de dezembro de 2009 14:17  

É um peso sem tamanho (principalmente para quem luta contra isto).

Gostei do artigo!

Abraços...

Avassaladoras Rio 23 de dezembro de 2009 17:10  

Queridos amigos avassaladores... sentimos falta de voces!
Bem.. fui muito magra a vida inteira e agora na meia idade com menopausa e outras cositas engordei.. mas não tanto. Sai de manequim 40 para 44 ...dá mais trabalho para encontrar roupas legais especialmente calças jeans... o que é uma injustiça!
Por isso que mulher gosta tanto de sapatos! é muito dificil perder sapatos por que engordou...

Almy 26 de dezembro de 2009 14:06  

pois eh
pena que pouca gente leva a serio esse problema =/

http://matouafamiliaepostounoblog.blogspot.com

Blogueira 26 de dezembro de 2009 16:35  

A obesidade tinha de ser tratada de forma mais séria.

Inez 26 de dezembro de 2009 23:11  

A obesidade é uma grave doença que xige cuidados pois o obeso está correndo riscos de vida.
Além disso ainda enfrentam o preconceito.

Cláudio Luiz Almeida 26 de dezembro de 2009 23:12  

Para qualquer doença a solução é a prevenção e os cuidados necessários.

MatheusS 27 de dezembro de 2009 01:18  

Esta condição definitivamente não é proposital. Por outro lado, a obesidade não faz parte da vida de ninguém da noite para o dia.. as pessoas ganham peso aos poucos e devem procurar ajuda antes que a situação fique insustentável. Fast Food não é culpado de nada, McDonalds não tem culpa se vc devora seus sanduíches todos os dias. As pessoas precisam entender que elas, somente elas tem o poder da transformação.

beatriz franco 27 de dezembro de 2009 01:52  

Distúrbios alimentares, pra mim, se resumem em uma palavra: ansiedade. Claro que há casos em que a genética contribui, mas comer é o que nos resta quando estamos sentados sem ter o que fazer diante de determinada situação.

Acho que devia ser possível comer o que se quisesse sem ser chamado de gordo e feio, também (se não alterasse a saúde). O mundo seria mais feliz ;D

MasterFodox 27 de dezembro de 2009 09:36  

eu sou magro, n tenho q pensar nisso

The human who sold the world 27 de dezembro de 2009 10:23  

Fora o massacre de ideal de magreza, como se fofinhos fossem pessoas distorcidas. Ótimo post. Parei p refletir sobre as políticas públicas.

Caiovisk 27 de dezembro de 2009 15:58  

Credo!
Eu sou gordo, mas to me cuidado pra nao ficar redondo!
O que eu sei é que o povo não sabe se alimentar direito

Paty 27 de dezembro de 2009 17:37  

é verdade, faltam politicas publicas p/ essa epidemia, o governo fala em fome zero mas esquece que a epidemia da obesidade é muito maior e tra´s o tanto senão maais de prejuízos p/ aa saúde

seuvicio 29 de dezembro de 2009 11:32  

Fim de ano, ano após ano, é que engorda pro abate.

Carlos Gregorio Junior 29 de dezembro de 2009 11:44  

Esses casos a meu ver se dao a falta de educação alimentar que sofremos desde a infancia. Os pais sao os grandes culpados na maioria das vezes

http://vascaominhapaixao.blogspot.com/

Visita la

Carol Gressler 29 de dezembro de 2009 12:14  

Nossa é incrível mesmo como o número de gordinhos e obesos (o que é pior), vem crescendo...E essa história de serem considerados deficientes físicos é verdade, aqui na minha cidade , santa maria, no curso de Educação Especial da UFSM esse assunto gerou polêmica... parabéns pelo blog

www.entulhomentaldacarol.blogspot.com

Raiana Reis 29 de dezembro de 2009 13:48  

Oi meu querido! Estou voltando a ativa e logo comentarei mais novamente! Esse foi um ano com gostinho de início e venho através das nossas rotas virtuais cruzadas agradecer sua visita, desejando mais encontros entre as leituras e trocas de pensamentos. Esses momentos por vezes nos colorem os dias e inspiram direções.
Que a renovação seja por dentro maior que no calendário.
Beijos desde a lua.
Raiana Reis
Rayos de Luna
Tocou

Natália Coelho 29 de dezembro de 2009 14:44  

A obesidade assim como qualquer outra deficiência, traz um problema psicológico enorme. Até mesmo, por que como você disse, as pessoas não tem vergonha de criticarem um gordinho, de fazerem brincadeiras,etc. E isso faz mal a quem ouve, ainda mais numa sociedade que só traz lixo de comida e prega uma magreza sem precedentes.
Fica difícil...

O pensador 29 de dezembro de 2009 23:28  

É muito complicado a pessoa ter essa doença e pior ainda a obsidade mõrbida, eu já tive quase 20 kg acima do meu peso ideal e sentia falta de ar, desânimo e cansaço. Ainda bem que hoje temos uma nova filosofia, da geração saúde, e algumas emrpesas uniram seus esforços para desenvolverem produtos e serviços que melhroes a nossa qualidade de vida.

Nunca descriminem uma pessoa por ser gorda!

Um grande abraço para ti, o blog está bem mais clean e mais bonito, agora sim dá gosto de ler!! Lembra do que eu tinha dito sobre as cores?

Acesse meu blog quando puder: http://administrandoeconomizando.blogspot.com

Abração Vini

Mattheus Rocha 30 de dezembro de 2009 14:24  

Muito interessante o Blog e o post. Parabéns !!

Um abraço !!

Samira Lima 30 de dezembro de 2009 14:51  

Muito criativo e atual, realmente é um assunto bastante complicado e que traz sérias consequências, inclusive e principalmente, psicológicas. Parabéns pelo blog!

abraços

Guilherme Bayara 30 de dezembro de 2009 14:56  

É realmente um problema muito sério. O certo é cada vez fazer campanhas de concientização e uma maior propaganda de alimentos saudaveis.

E um atendimento médico e social capaz de atender a qualquer pessoa.

Fernanda Santiago Valente 30 de dezembro de 2009 14:58  

Isso realmente é uma realidade. Tenho amigos obesos que sofrem muito... o pior de tudo é enfrentar o padrão de beleza que a mídia exige. Algumas pessoas não são gordas porque querem. Uma amiga por exemplo, fez uma lipo, ficou magrinha por dois meses. Hoje, está gorda novamente. Isso, porque ela evita comer. O problema já está nela. Então, ela tem que sofrer por causa dos outros?
Ela é linda mesmo gorda,

Gabriel 30 de dezembro de 2009 15:30  

A obesidade é um problema de saúde pública sim, e se os nossos governantes simplesmente ignorarem isso a conjuntura não seria nada animadora daqui à alguns anos.

Tudo hoje em dia contribuí, desde a vida corrida, aos excessos de facilidades. Tudo concorre para que não movamos uma palha, ou não tenhamos "tempo" para isso.

É preciso fazer algo e já. Gostei do texto e do alerta.

Grande abraço!

Mayanni Alves 30 de dezembro de 2009 15:53  

Concordo com vcs!
Ahh...tema bem interessante!!
♥ bjos

Vanessa Lee 30 de dezembro de 2009 17:28  

Acho que além do fast food e do sedentarismo, outro grande culpado são as pressões emocionais que a vida moderna nos impõem.
Além disso, não sei se por causa da alimentação cada vez mais química, parece que a hipófise e a tireoíde das pessoas enlouqueceram.
Acho que é verdade que muitas pessoas não se alimentam além do normal, são ativas e obesas.
O corpo tá enlouquecendo!

http://lasanhadeabobrinha.blogspot.com/

FelippeOliver 30 de dezembro de 2009 17:48  

Own,muito obrigado pelas palavras,pela força e pelos votos.
AHA,tô quase entrando nessa estatistica de obesidade :x

Adorei o assunto.
Parabens,sucesso!

Alexandre 30 de dezembro de 2009 17:55  

Todo preconceito é horrivel.

Acho que os obesos,são pessoas que sofrem muito com isso,afinal,não existe uma pessoa que não olhe torto para um obeso na rua.

30 e poucos anos. 30 de dezembro de 2009 18:14  

A obesidade pode até ser uma doença em alguns casos mas na maioria é falta de vergonha mesmo ... a pessoa sempre acha que um chocolatinho e uma feijuca não vão fazer diferença e seguem comendo.
É assustador ver os americanos se empanturrando de fast foods e cada vez mais aparecendo lojas de roupas de tamanhos super grandes e serviços diversos para os gordinhos.

30 e poucos anos. 30 de dezembro de 2009 18:14  

A obesidade pode até ser uma doença em alguns casos mas na maioria é falta de vergonha mesmo ... a pessoa sempre acha que um chocolatinho e uma feijuca não vão fazer diferença e seguem comendo.
É assustador ver os americanos se empanturrando de fast foods e cada vez mais aparecendo lojas de roupas de tamanhos super grandes e serviços diversos para os gordinhos.

Camila. 30 de dezembro de 2009 18:41  

Assunto muito bom esse, acho que tá bem em foco hj em dia né?!
já estão tendo comentarios de que o Brasil tá com a sua população almentando de peso, se não me engano estão tendo até comerciais na televisão alertando pais a não deixarem os filhos comerem muito fast food e tal.
Mas realmente existem vários tipos de obesidade, vários motivos, existem sim pessoas que são gordas por comodidade, por comerem besteira, por não se cuidarem como tb existem aqueles por algum problema, por tendencia a ganhar peso e talz.
Enfim, acho que pra um fim existem varios meios, principalmente nesse caso. Mas é bom ficarmos alertas!
Adorei o texto!
feliz 2010 meu bem! Muita SAÚDE pra todos nós =D

Pobre esponja 30 de dezembro de 2009 18:52  

O peso da obesidade: ótimo título para uma postagem sobre o tema.
Ficou tudo bem dito...acho que apesar de cada um ser feliz como quer, tem o lado da saúde. Portanto, creio que cada um deve ser respeitado, mas devemos cuidar de nossa saúde - coisa que não faço.

abç
Pobre Esponja

ibere 30 de dezembro de 2009 19:18  

Ja comentei esse texto mas vim desejar um feliz ano de 2010, e agradecer sua visita no meu blog, realmente ja li o Farenheit e achei maravilhoso, faz muito tempo ja, e agor aque voce falou sim, tem elemntos comuns entre aquelee texto e o meu... mesmo que eu nao seja um Ray Bradbury
otimo ter leitoras tao inteligents como voce
Ibere

Gutt e Ariane 30 de dezembro de 2009 21:23  

Cara , estou para ver uma MÁQUINA mis completa, complexa e PERFEITA como é o corpo do ser humano!

O que leva uma pessoa a fazer um atentado contra sí?Denigrindo e não zelando pelo seu bem mais precioso, que é o seu corpo?

Um pouquinho mais de força de vontade e dedicação, salvo os casos de doenças congenitas e sem cura, o resto é tudo falta de vergonha na cara!

Não é a toa que a GULA esta citada até na Bíblia... ¬¬

Davi Lopes Ramos 31 de dezembro de 2009 01:57  

Não são todos, mas a grande maioria dos gordos é assim porquê com muito e ponto. Agir com preconceito é muito ruim, mas se uma pessoa se permite chegar a um ponto em que precisa ser examinado com equipamento para animais, é porquê tem algo de muito errado com ela. Nesse caso não se tratou de preconceito, mas de impossibilidade técnica, física mesmo. Odeio quando tem gente gorda no ônibus e não espaço para sentar ao lado dela, e viagem de ônibus com gordo é pior ainda...

http://bit.ly/naupati

K∂riиє* Smith. 31 de dezembro de 2009 14:50  

Eu posso dizer que venho contribuindo com o aumento de peso médio da populção e devo confessar que depois dos 30 anos fica bem mais difícil de emagrecer.
EU moro na Irlanda e o país é bem preocupdo com o controle da obesidade tanto é que nas escolas os lanches são regulados e não se pode levar qlq coisa.

Karina Costa 12 de janeiro de 2010 18:31  

Precisa urgente de uma reeducação alimentar na vida familiar..

Na cantina das escolas.. só oferecem gulosemas e coisas gordurosas ..

tudo isso precisa ser revisto..

belo texto..

um bjo !!

Aborrecente Informado 18 de janeiro de 2010 19:16  

nuss...tem gente q come um lanche, e jah vira um balão, agora eu como d tudo um pouco(só porcaria ^^) e não ingordo meu deus,so mó palito o.o

http://aborrecenteinformado.blogspot.com/

Rodolfo Soares 18 de janeiro de 2010 19:23  

Já passei por isso.. Hoje to no peso normal... é preciso ter força e determinação!!

Abraços!
www.borarir.com

  ©Template by Dicas Blogger. - Alterado por Vinicius Gabriel. - S c h r a u b l e s - No ar desde 01/06/2009.

SUBIR