sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Limite para o amor?

Pensando com meus botões há uns dias atrás, vieram em mente as seguintes perguntas:
Existe limite para o amor?
Até que ponto se pode amar alguém?

Creio que ninguém tenha ou saiba as respostas para essas perguntas.

Será que nosso coração impõe um limite para não amar mais?
Sinceramente eu não sei! Nós, seres humanos, somos animais fantásticos! Onde podemos amar alguém de uma hora para outra, mas também esquecer tal pessoa de um dia para o outro sem pensar nas conseqüências que nos trará em um futuro próximo.



Muitas vezes confundimos uma paixão passageira com amor, o que nos mostra que não temos essa vasta inteligência que achamos que temos, não é mesmo? Oras, vários animais que para nós são estúpidos acham seu par e ficam juntos até morrerem. Por que nós não temos esse “poder”? Ou será que temos, mas não o usamos? É algo para se pensar...

Mas voltando ao assunto, existem tantos casais que parecem ter a perfeição que todos os casais precisam ter, e que de uma hora para outra terminam o relacionamento, pensando assim podemos dizer que sim, existe limite para o amor. Mas há controvérsias! E aqueles casais que ficam juntos a vida inteira? Aqueles que comemoram bodas de prata, bodas de ouro, entre outras datas? Para eles não existe limite! Então por esse outro lado, não, não existe limite para o amor.

É cada pessoa que faz o seu limite! Cada um sabe o que sente, e prefiro eu acreditar que esse limite é infinito, quase inexistente, e que quando achamos nosso verdadeiro par, é para ficar a vida toda juntos.

Mas qual seria o verdadeiro motivo para a descrição desse texto? É que eu amo tanto a Caroline, mas tanto, que ás vezes tenho medo de que meu coração coloque um limite para nós, e de alguma forma não me deixe mais amá-la! Mas isso não acontecerá... Por que o que sinto por ela é digno para uma vida inteira juntos, e como sei que ela é meu par, a eternidade que nos aguarde!

E o que sinto é o amor verdadeiro, lindo, fiel, mas nunca, nunca passageiro!

















Abraços.

Vinicius Gabriel.

90 comentários:

Diego Janjão 28 de agosto de 2009 17:02  

ow, ops links do meu e do alemdoquesevê estão trocados ,clica no meu vai para o dele e vice versa...

luiz scalercio 28 de agosto de 2009 17:09  

eu nao existe limite
porque quando duas pessoas si gostao nao tem limite.

kbritovb 28 de agosto de 2009 17:30  

eu axo que você pode amar uma pessoa logo que a vê sem saber nada dela
e também pode aprender a amar uma pessoa. mas amor verdadeiro é uma vez só

30 e poucos anos. 28 de agosto de 2009 17:30  

amor é um sentimento q não se tem como medir...não tem tamanho...o q tem é intensidade.

Vi 28 de agosto de 2009 17:38  

nem sempre quando duas pessoas ficam juntas significa que é amor, e nem sempre quando elas se separam quer dizer ausência dele.

Me lembrei de uma frase de um filme "as pessoas se casam porque querem que alguem testemunhe suas vidas..."

talvez seja isso....

Amanda Sallati 28 de agosto de 2009 18:00  

refleti sobre a sua pergunta, e ainda não obrtive nenhuma resposta e te pergunto, há limites? ....
ádorei isso, beeeijos!

Wander Veroni 28 de agosto de 2009 18:12  

Sabe, acredito que o limite do amor é o amor próprio. Já vi muitas pessoas se anularem em torno de uma obscessão amorosa sem ser correspondido. O amor tem que ser uma via de mão dupla.

Abraço

Thalisson Teixeira 28 de agosto de 2009 18:16  

poxa, q declaração no fim parceiro... e ainda tem mulher q fala q homem ñ é romântico... Mas sobre o amor... é um tema muito complicado, pois hj em dia muita gente confundi os sentimentos...

Sucesso!

clikamigoss 28 de agosto de 2009 18:39  

Pede, determina e segue
Dia a dia, não esquece de alimentar
o que brilha em ti.
Resgata sempre que puderes, um pouco da paz que está em teu coração e com ela celebra e fortifica os teus passos,
as tuas direções.
Descansa no silêncio que pousa em teu ser sempre que teus olhos encontrarem as montanhas,
o nascer do sol...
Sempre que teus ouvidos comungarem com os ventos, com a chuva caindo no mar.
Aprende com a paciência do despertar que é pouco a pouco que tudo vai sendo definido,
que é momento a momento que tudo vai sendo relembrado,
reconstruído e desfrutado.
Não alimenta a pressa que tua mente tem de chegar,
e sim a tranqüilidade que teu coração necessita
para caminhar.
Aprende e aceita, verdadeiramente,
que o que desejas ser-te-á dado, sempre.
Talvez não agora e talvez não da maneira como sonhaste,
mas da maneira como Deus sabe que necessitas, da maneira como Deus sabe que,
assim, serás mais feliz.
Dia a dia, cuida de ti.
Não te castigues fortalecendo a dor, a raiva, a crença na escuridão...
Apenas observa tais estados e sente o que podes aprender com cada um deles,
quais mudanças poderás empreender, e depois deixa-os para trás.
Pede, determina e segue...
O caminho pode parecer longo,
mas àquele que se dedica, dia a dia,
na construção do seu próprio templo,
a este é dado conhecer a alegria de viver apenas o momento, o momento presente.

http://noticiasjornaistv.blogspot.com/

http://curiosidadesdoplantaterra.blogs.sapo.pt/ este é do meu Esposo

Vim fazer uma visitinha e trazer uma linda mensagem
Espero sua visita Idaci

juh s.e.p ϟ 28 de agosto de 2009 18:45  

kra que lindo *-------*
só o amor constroi pontes indestrutiveis. e se existi amor verdadeiro não teem limite, teem razão. kra o amor é algo que cada pessoa tem q descobrir por si proprio, msm q os caminhos sejam farpados, devemos seguir em frente, porque o amor é o que nos guia.

que declaração "-"
(hj tb falei d amor no meu blog HOHO ;B)

Rafael Tadeu 28 de agosto de 2009 19:02  

nossa, me inspirei com esse texto !

naosenhor 28 de agosto de 2009 19:13  

Assunto bastante controverso. A percepção de "amor" é muito subjetiva.

Eu, particularmente, revi todos os meus conceitos depois que tive filhos...

Diego Janjão 28 de agosto de 2009 19:13  

O meu não tem limite!

amo minha namorada mais que batata!

rsrs

Diego ♥ Aninha!

exoticlic.com 28 de agosto de 2009 19:47  

amei que linda sua declaração pra carol, tomará que continuem felizes e por resto da eternindade juntos.

Maria Lia 28 de agosto de 2009 20:05  

eu acho que é a gente que impõe esse limite, mesmo que inconscientemente. E tem sido cada vez mais difícil encontrar pessoas dispostas a viver um amor sem limite. Daqueles que superam dificuldades e defeitos, e enaltecem bons momentos e qualidades. São raros.
Mas que esse amor existe, existe! Eu vi isso. E é lindo. =)

Lindo, também, é o amor de vocês. É tão bom encontrar o nosso par, né? Espero que seja mesmo infinito. E só depende de vocês.

Parabéns pela declaração.

Beijos.

PS: Blog dá trabalho, né? Mas dá um orgulho danado quando a gente vê um bom resultado. *.*

mulherices 28 de agosto de 2009 20:13  

Não é nem questão de "limites" ... O que acontece é que somos seres em eterna transformação, o que para nós representa o paraíso hoje, pode não ser daqui algum tempo. Nos relacionamentos que duram e através do qual coisas são construídas - eu acredito - influem também outros fatores: espirituais, por exemplo. :)

Dj Xerox 28 de agosto de 2009 20:30  

o amor é como uma perola. Todas sabem que existe, mas pra achar tem que ir fundo ou se gastar muito pra possui-lo. Quando o temos fazemos de tudo para nunca mais perde-lo.
É assim que me sinto com relação a minha vida pessoal com minha esposa.
Espero que possa viver o mesmo em sua vida.
Abraços

www.djxerox.net
http://256gbportable.blogspot.com/

BRUNO 28 de agosto de 2009 20:37  

O problema de ter em mão sentimentos e coisas que podem ultrapassar o limite do aceitável, extrapola o bom senso, e pode se tornar algo perigoso. Mas amor é mesmo intensidade.

Abraços!

http://tempo-horario.blogspot.com/

http://twitter.com/brunobaxter

Diih 28 de agosto de 2009 20:40  

isso o amor nao tem limete nem idade :) o amor tem apenas amor rsrsr~~

http://seu-best.blogspot.com/
^^

Lincoln 28 de agosto de 2009 22:43  

Acho que amor é incondicional, mas tem um limite sim. Mesmo parecendo meio contraditório, acho que o amor pode acabar quando entra em conflito com os valores morais da pessoa!

http://palavrasdeumatardechuvosa.zip.net/

Bela Salazar 28 de agosto de 2009 22:53  

Excelente pensamento! O amor é um mistério que nunca finda, assim como a morte, é uma questão que o homem nunca soube definir... Lindo demais, parabéns, és raro! Beijo

SERJAO_O_MARMANJJUS 28 de agosto de 2009 23:56  

todo sábado tem um link direto do
MARMANJJUS THE BLOG para uma das postagens de blogs parceiros.

confira aqui
MARMANJJUS THE BLOG
seu link não apareceu? entre no MARMANJJUS THE BLOG tem um banner que te leva direto ao orkut, deixe lá seu link.
sábado que vem ele poderá estar disponível.

obrigado pela parceria e não se esqueça de mandar o link da sua melhor postagem para aparecer no marmanjjus no sábado que vem,
obrigado e até a próxima visita.

Richard 29 de agosto de 2009 00:10  

amar sem limites, esse é o lema!
o ruim é quando a festa acaba!
quem vai lavar tudo q sobrou:?

ThiagOrnelas 29 de agosto de 2009 02:43  

visitando aqui...

Acredito que o limite, seja la do que for,está contigo...o outro é secundário.
Seja amor, odio, superação, sei la...

Abraços

www.nos4.wordpress.com
www.alto--falante.blogspot.com

Tiago Dadazio 29 de agosto de 2009 03:12  

AEE VELHO!
TA BEM MAIS LEVE TEU BLOG AGORA...E PARTICULARMENTE PREFIRO O TEMPLATE ASSIM, COM UM MENU APENAS...
SÓ NAO GOSTO MUITO DESSE "CONTINUE LENDO" MAS FICO BOM...
OH...TA LÁ LINKADO O BANNER...SÓ REDIMENSIONEI...

(O BOTAO QUE TA LÁ O MESMO MAS O DO LINK DA CAIXINHA JÁ É NO TAMANHO 120X60!




VE SE FICA DIREITO :D

Tiago Dadazio 29 de agosto de 2009 06:02  

VALEU VELHO!
MAS TA MASSA SIM!
BEM MAIS RÁPIDO QUE ANTES :D

Diego Janjão 29 de agosto de 2009 06:33  

é , vejo que muitos dos comentáristas aki tb não vê limeites para amar...

Diego Janjão 29 de agosto de 2009 06:33  

é , vejo que muitos dos comentáristas aki tb não vê limeites para amar...

Arlindo 29 de agosto de 2009 07:02  

Limite para o amor?

Acho que ta dificil de ele existir nos dias de hoje e não ele ter limite.

Murilo Filho 29 de agosto de 2009 07:39  

Como opinião particular, eu acho que o amor já é um limite quebradoi, o limite da paixão... Acho que o amor tem limite sim, se não vira obsseção.

Portal Veritas 29 de agosto de 2009 11:23  

Platão faz uma abordagem sobre o amor muito fecunda, no diálogo BANQUETE. Para ele amar é sinal de carência. Não tenho como explicar profundamente como isso funciona aqui, por isso recomendo a quem se interessar.

Grande abraço!


Breno Bastos
Gerente do Portal Veritas

Escorpiana 29 de agosto de 2009 11:51  

pra mim não tem limite... parabéns a vc e a Carol

Marcus Alencar 29 de agosto de 2009 11:57  

É muito bonito ver uma declaração de um homem para uma mulher já que muitas não esperam tanto isso da gente por caracterizar os homens como aqueles que não se abrem tanto. Também somos sensiveis em relação ao amor. E como. Quanto a questão do limite para o amor, eu acho, mesmo tendo pouca ou quase nenhuma experiência em relações amorosas, que esse limite se estabelece como forma de defesa pois, como disse, ficamos mais sensiveis e até fragéis (homens e mulheres) e precisamos ter cuidado para não nos machucarmos quando a expectativa está lá no alto.

No entanto, o amor não é lógica, é risco, sentimento e emoção. É a forma mais forte do nosso ser expressar que quer ser feliz, por isso viva e ame para sempre....

Mari (: 29 de agosto de 2009 14:36  

quando duas pessoas se gostam nem tem limites !

Gabriel Ribeiro 29 de agosto de 2009 15:48  

Puta que pariu! Que post mais mamão-com-açúcar.

Olha, eu não acredito que há fórmulas secretas pra isso. Meus pais completam 31 anos de casamento agora em setembro, e esse é o exemplo de amor que eu tenho na minha vida. O que eu vejo neles é que, por pior que seja a crise, eles não desistem um do outro. Eles acreditam no juramento que fizeram diante do altar. O resto é resto.

Eu também tenho meus receios sobre essa coisa de amor eterno. Não é à toa que eu estou solteiro. Mas eu também tenho medo de chegar nos 30 anos e perder tudo por conta de uma crise banal. Eu acho que as pessoas não lutam suficiente pelo tal amor. Desistem fácil. E eu sou um exemplo disso. Eu não duro a primeira DR. Caio fora no ato.

Pra um post mamão-com-açúcar, eu falei pra caramba, não!?

Abraço!
Gabriel.

BLOGUEIRO EXECUTIVO 29 de agosto de 2009 15:55  

CARA ADMIRO OS HOMENS A MODA ANTIGA, ISTO DEMONSTRA QUE NÃO SOMOS EXTINTOS, QUE RESISTIMOS BRAVAMENTE!

waffle, coconut, cookie. 29 de agosto de 2009 15:55  

e ainde tem mulhr que fala que homem não é romantico

Pamella 29 de agosto de 2009 15:57  

Isso vai de cada um, existem pessoas que conseguem controlar.

Amor é algo visceral, vem de repente, mas só se sabe depois que você perde.

Beijos.

Arthur A. Melo. 29 de agosto de 2009 16:08  

Para tudo na vida tem limite,
mas creio que o amor q prejudica, não é amor.


quanto a história do meu blog, aquele já é o 2° capitulo vê mais abaixo o 1º.
http://arthurmelo92.blogspot.com/

Julio Cesar Lourenço 29 de agosto de 2009 16:09  

Belo texto, sincero... parabens!

Mundo Fantástico 29 de agosto de 2009 16:11  

Para tudo tem limite,pode até naum ter no amoor mas quando a pessoa passa a fazer loucuras tipo ameaçar de se matar se o outro terminar ou algo do tipo é pq ja estrapolo todos os limites e isso naum é legal.+ Quando vc e seu namorado(a) se gostam e fazem de tudo um pelo outro sem esses exessos aii,axo q naum á nada melhoor a ñ ser curtir em quanto durar e fazer valer a pena ^^' :)

Plínio 29 de agosto de 2009 16:15  

aow companheiro
mais um falando de amor... né possivel! :P
esse assunto eu nem comento... amor é um saco! pra mim, pior sentimento do mundo é o amor... só rebenta!

ah é... ficou muito bom o novo visual do blog!
parabens!

passa lá no Jornaleiro que tem post novo:
http://jornaleirodeplantao.blogspot.com

Antonoly 29 de agosto de 2009 17:19  

Falar à respeito do amor é tarefa deveras complicada, não tenho opinião formada!

Kisses4You 29 de agosto de 2009 17:21  

poxa, que romantico! amei.. :D

Inez 29 de agosto de 2009 17:42  

O amor não tem limites, nós é que aomoa limitados.
Ninguém vive só do amor, outras necessidades precisam ser atendidas e ai que entra o companheirismo, a tolerância, a aceitação.

Dayane Pereira 29 de agosto de 2009 18:01  

Nossa, nem sei se eu acredito em amor eterno. Talvez eu seja muito nova para falar disso. Amei uma vez e durou 5 anos, achei que não ia acabar nunca esse sentimento. Mas acabou, nada mais resta, não me faz falta alguma e era uma pessoa por quem eu daria a vida. Engraçado isso né.

Rodrigo Selback 29 de agosto de 2009 18:01  

bem parabéns então ppor estar tão apaixonado

Naty Carneiro 29 de agosto de 2009 18:06  

Tudo na vida tem limite mas o amor não, ele é infinito

Pitadinha de Amor 29 de agosto de 2009 18:44  

deve ter limite sim ,se ñ houver perde-se a razão

Lara da silveira 29 de agosto de 2009 19:14  

o filme é muito bom mesmo, bem romantico. vale a pena ver :B
mudando de assunto adorei o texto e tenho certesa que não á limites para amar.

Pekena 29 de agosto de 2009 19:47  

O amor é insano auhsuhasuhas

=D

Carlos Alberto Mota Candreva 30 de agosto de 2009 00:33  

Amar e ser correspondido é a melhor coisa que existe, pena que não posso dizer isso no momento...

http://candrevasblog.blogspot.com/

G. Sch 30 de agosto de 2009 00:34  

Acredito que existe apenas um amor na vida inteira, o resto são paixões passageiras. Amar é respeitar, é dividir, é entender, é relevar. O amor é único e inesgotável

http://gschmalfuss.blogspot.com/

Igor 30 de agosto de 2009 00:35  

Amor é vir a ser. É tornar se.. mas tudo no momento certo... na medida certa... o suficiente já nos é oferecido por familia e amigos... mas o que queremos é conjugalmente... o que é dificil mesmo manter... EMPIRISMOS á parte... é uma coisa boa poder ser e tornar se amor...é o que nos torna tão sensíveis...

kikinhah 30 de agosto de 2009 00:44  

O amor não tem explicação...
Eu pelo menos não sei explicar, eu sei sentir. :P
Amor de verdade resiste a crises, e muuuuitas crises.
É nessas crises que vemos se um relacionamento prospera.
O amor que sentimos quando namoramos é bem diferente do amor da vida de casado, é quando juntamos os "panos de bunda" como dizia a minha avó, que sabemos realmente se o amor existe de verdade.
Felicidades pra vc e para Carol.
Quero ser Madrinha heim? hahaha
BjOs pra vcs dois.

Lipo J. 30 de agosto de 2009 00:51  

Não acredito que haja limite pro amor, amor é saudavel, é puro, é vida, e pra coisas assim não acredito que haja limite, são coisas inerentes a nossa natureza.


Parabens pelo blog. dolipo.blosgpot.com
Visite mais vezes, tbm voltarei por aqui

Brina 30 de agosto de 2009 01:12  

Oiee pasano aqui sem calote pra comenta rere.

Nossa interesante o post ,
ah sei láá , acho q pro amor não tem limites mais quando vira um amor duentil fika dificil.

eu ja amei de vdd e sofri mto , hoje em dia eu nun amo ninguem lol

amor só em bom sentir , quando alguem sente por vc , fora isso ele é uma desgraça !


Bjinhoss , espero sua visitinhaa:)

Nova Quahog 30 de agosto de 2009 01:45  

HOJE UM AMIGO ME CONTANTO QUE ALGUEM QUE ELE NAMOROU E DEPOIS LARGOU AINDA O FAZ SOFRER...FORAM 3 ANOS E ELE AINDA PENSA NA PESSOA, SE SENTE MAL...CARA, 3 ANOS?
ISSO FOI AMOR SEM LIMITE!

FOI RUIM PRA ELE, NAO SEI SE PRA OUTRA PESSOA!

MAS E AGORA PRA SUPERAR?
MAS NÃO TEM COMO PRECISAR, POIS NÃO CONTROLAMOS ESSE SENTIMENTO QUE COM CERTEZA, NÃO TEM LIMITES PRA TUDO QUE FAZEMOS QUANDO APAIXONADOS!

naah 30 de agosto de 2009 01:47  

não, não existe limite para amar!
o amor é eterno e incondicional, não é possivel medi-lo com números, quantidades e nem nada disso!
amor é uma palavra muito pequena para algo sem limites

Leandro Merlllin 30 de agosto de 2009 02:02  

Quanto ao amor, eu já experimentei quase todas as formas possíveis... Dos mais transtornados aos mais simples, o amor é um tipo de prazer e sentimentação de infinitas possibilidades.

E digo com toda certeza: o amor é igual em todas as formas. O modo como a gente o conduz que o torna diferentes... E limites é apenas mais um problema que a gente impõe. Afinal, só não se há jeito pra morte...

Abraços e beijos, cada dia mais o Schraubles está melhor!

- Leandro Merlllin
Olhar de Sal de Jack
http://olhardesaldejack.blogspot.com/

Renan Sparrow 30 de agosto de 2009 02:35  

O amor é um dos sentimentos mais fascinantes em enos aproveitados em todo o globo.

Se amassemos mais, não hno sentindo relação, mas no sentido amizade e respeito, o mundo estaria diferente do que é hoje.
Acho que talvez para melhor :)

Renan Sparrow

layne 30 de agosto de 2009 03:14  

dá pra amar alguém até um certo limite sim. porque acima do amor por outra pessoa deve ser o amor por si mesmo, não é egoismo é questão de sobrevivencia. hahahaha


mas sua namorada deve ter adorado o post ein :s

A Toca do Panda 30 de agosto de 2009 03:49  

Caramba depois desse post, sua namorada deve ter ficado nas nuvens...
parabens... depois falam que homem não é romantico, tsc tsc

Humor 30 de agosto de 2009 04:40  

olha acho que não existe limite para amar não.
é complicado quando o amor começa a ficar duentio.

o bom de se amar também é quando vc é correspondido ne
porq caso contrario fica muito complicado

Kelly Christi 30 de agosto de 2009 06:30  

Faço minha as palavras de emilyy dickinson: " tudo o que sabemos sobre o amor, é que ele é tudo o que existe" e ponto(rsss)

bjitos

http://www.pequenosdeleites.blogspot.com

†YaGo-SaN† 30 de agosto de 2009 07:24  

Pra min também é infinito, achei a mulher da minha vida, e pretendo passar o resto da minha vida com ela.

abraços!

http://wallnosekai.blogspot.com/

FabioZen 30 de agosto de 2009 07:26  

Caramba Vini,bonita declaração!Quanto ao limite para o amor não sei te responder,são complexas questões que fogem do meu entendimento.O fato para mim é que estou junto com a Débora minha esposa há 19 anos(!!!)e nosso relacionamento passou por diversas fases-paixão louca,amor descontrolado e atualmente esta em amor sereno e calmo mas firme como uma rocha.Abrç!

caa 30 de agosto de 2009 07:39  

o bom de se amar também é quando vc é correspondido ne
porq caso contrario fica muito complicado [2]

Leo Pinheiro 30 de agosto de 2009 08:27  

Para mim, o limite do amor é... O amor próprio. Se uma relação amorosa interfere no seu amor próprio, chegou-se ao fim.

Lorii 30 de agosto de 2009 10:12  

Depende da pessoa se vai querer impor limites no amoor ou nao.
Eh realmente uma coisa complicada mas nao temos que nos preocupar com isso pq temos que aproveitaar cada instante :D

Alessa 30 de agosto de 2009 10:15  

Amara de uma forma muito racional, nao nos deixa sentir as emoções, e amar emocionalmente em excesso nos faz um tanto tolos e escravos de sentimentos. É preciso um ponto de equilibrio.

Bom domingo

*Teta de Nêga* 30 de agosto de 2009 11:24  

Existe limite para o amor sim!
A partir do momento em que deixamos de nos amar para amar mais o outro, é hora de repensar nesse sentimento!

LCM! 30 de agosto de 2009 11:51  

Pega uns selos que deixei para seu blog lá no meu: http://www.arialdoze.com

- - -
Arial 12

Jefferson Reis 30 de agosto de 2009 12:03  

Ah cara..eu acho que depende muto isso, pois para cada pessoa o amor é uma coisa. Algumas pessoas fazem loucura de amor e nem sabem que estão fazendo, ai não é loucura de amor. Outras pessoas nem sabem que amam..é uma coisa um pouco complicada!

AnDeЯsOn G. 30 de agosto de 2009 12:06  

Já amei muito, hoje não acredito mais nisso. Acho uma grande palhaçada.

Leeet 30 de agosto de 2009 15:30  

acho que não há limites,
quando se ama tudo vale :)'

leeeeeilane 31 de agosto de 2009 18:24  

Nossa que fofaaa a declaração de amor no final *-*
O nosso coralçao engana a gente (pelo menos eu ja fui enganada)>< achav que amava demais e acabou de uma hora pra outra
é horrivel qnd isso acontece
e o amor nao tem limites ( nao o amor verdadeiro). E esse amor a gnt só vai saber como é qnd encontrar, ai vai dar pra saber *-*

Naay 31 de agosto de 2009 20:37  

Axo somente que quem limita o amor. Não sabe q o amor é uma das unicas coisas sem limite. Aah tãao complexo e magnifico esse assunto q eu fico boba o.O ASUhAUHS

Jefferson Reis 1 de setembro de 2009 03:49  

Você é simplismente o Crânio da Blogosfera. Ainda tenho que aprender muuito..rsrs..Valeu!

Carlos 1 de setembro de 2009 09:23  

Complicado esse negócio de limites.

Mas.. quando se ama né...

Excelente texto!

http://sobreaquecimentoglobal.blogspot.com

Prêmio M3, 1 de setembro de 2009 18:08  

para o amor naum ha limites,
e amamos da forma que o coração nos permite..
desejo um montão de estrelas no S2 de ocês!!!

Plutonauta 1 de setembro de 2009 18:27  

o amor é complicado, um professor meu uma vez disse: "Chegou uma hora que eu percebi que não amava mais ela, eu estava acostumado com ela" ..... pense nisso.

Gito 2 de setembro de 2009 17:06  

Orra!! Parabéns ao Corinthians!!
Apesar de que, além de tum bom time, é nosso freguês preferido!!

Betinho Cerri 3 de setembro de 2009 02:17  

Tb axo, que náo existe unidade de medida para os sentimentos. principalmente para o amor!

Jefferson Reis 3 de setembro de 2009 03:28  

A coisa mais louca que eu fiz por amor foi não fazer nada. Eu nem sei o que é amor!

Breno 7 de setembro de 2009 10:48  

Haverá um real limite para o amor?

Breno 7 de setembro de 2009 10:48  

Haverá um real limite para o amor?

Breno 7 de setembro de 2009 10:48  

Haverá um real limite para o amor?

Pobre esponja 8 de setembro de 2009 11:20  

Existe: o amor próprio. Creio que uma pessoa que se humilha, ou ataca a outra, pode ter todos os nomes, menos amor: amar alguém requer se amar.

abç
Pobre esponja

  ©Template by Dicas Blogger. - Alterado por Vinicius Gabriel. - S c h r a u b l e s - No ar desde 01/06/2009.

SUBIR